50%
Eduardo Abranches de Soveral
Eduardo Abranches de Soveral

Eduardo Abranches de Soveral

Editora: Zéfiro ISBN: 9789728958985

5,00 €   10,00 €
Desconto de 50%. Poupe 5,00 €. IVA incluído.

Adicionar à lista de desejos

O PENSADOR, O FILÓSOFO, O HUMANISTA

de Maria Celeste Natário, António Braz Teixeira, Renato Epifânio (Coordenação)


SINOPSE

No vigor intelectual dos seus 75 anos desapareceu do nosso convívio em Junho de 2003 Eduardo Abranches de Soveral. A sua dimensão humana como especulativa permite situá-lo naquele patamar de homens a que podemos chamar Mestres.

Distinto pelo saber, pela compreensão e carácter, e com a profunda marca que deixou na Faculdade de Letras do Porto, sobretudo no curso de Filosofia, o Grupo de Investigação Raízes e Horizontes da Filosofia e da Cultura em Portugal, do Gabinete de Filosofia Moderna e Contemporânea do Instituto de Filosofia da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (deste Instituto tendo sido seu primeiro Presidente), não podia deixar de lhe prestar a justa homenagem, ao mesmo tempo contribuindo para a divulgação da sua vasta obra.

Eduardo Abranches de Soveral, Pensador, Filósofo e Humanista foi a designação que escolhemos para este colóquio que durante dois dias reuniu no Anfiteatro Nobre da FLUP cerca de trinta conferencistas para proceder a um estudo sistemático da obra do professor e do filósofo português, integrando-o no contexto do pensamento filosófico português e do pensamento europeu seu contemporâneo, integrando ainda textos de outros especialistas no pensamento de Eduardo Abranches de Soveral, que, não tendo participado no Colóquio, nem por isso deixaram de dar o seu contributo para este volume.

Grupo de Investigação Raízes e Horizontes da Filosofia e da Cultura em Portugal
Instituto de Filosofia da Universidade do Porto



BIOGRAFIA

Eduardo Abranches de Soveral nasceu a 16 de Agosto de 1927, em Mangualde, e viveu toda a sua meninice e juventude na cidade de Viseu. Iniciou a sua vida universitária na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Mais tarde transferiu-se para o curso de Ciências Histórico-Filosóficas, que concluiu em 1952.

Concorreu então à carreira diplomática. No Ministério dos Negócios Estrangeiros foi secretário de Legação (1956) e chefe do Pacto do Atlântico (1958), em cujas negociações participou.

Em 1960 iniciou a sua carreira académica como assistente na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Dois anos mais tarde foi aprovado em concurso público para restabelecer o curso de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Nesta Universidade se doutorou em 1966, para o que apresentou uma dissertação com o título «O Método Fenomenológico. Estudo para a determinação do seu valor filosófico». A 26 de Junho de 1969 prestou provas para Professor Extraordinário, alcançando a cátedra de Filosofia a 20 de Março de 1970, com 42 anos de idade.

Em 1975 tirou licença sabática e obteve uma bolsa de estudo para um trabalho de investigação sobre os filósofos de língua portuguesa, no Brasil, país onde viveu até 1985, com posterior licença sem vencimento, onde prosseguiu a referida investigação, foi professor nas Universidades Católica de Petrópolis, Gama Filho e Estadual do Rio de Janeiro e orientou vários cursos de doutoramento sobre o pensamento luso-brasileiro. Criou na Universidade Gama Filho (Rio de Janeiro) o primeiro curso de doutoramento em Filosofia. Na Universidade Católica de Petrópolis fundou o centro de Estudos de Filosofia e criou o primeiro curso de pós-graduação na área da Filosofia.

De regresso a Portugal em 1985, voltou a ocupar o seu lugar na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde desenvolveu a docência até 1997, ano em que foi jubilado.

Fundou o Instituto de Filosofia da Universidade do Porto, de que foi o primeiro director e presidiu ao respectivo Gabinete de Pensamento Português.

Foi membro fundador do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira.

Foi membro correspondente da Academia de Ciências de Lisboa e da Academia Brasileira de Filosofia.

Faleceu de doença súbita a 29 de Junho de 2003.



DETALHES

Título: Eduardo Abranches de Soveral
Subtítulo: O Pensador, o Filósofo, o Humanista
Autores: Maria Celeste Natário, António Braz Teixeira, Renato Epifânio (Coordenação)
Editora: Zéfiro
Colecção: Nova Águia
Nº de Páginas: 322
Língua: Português
ISBN: 9789728958985
Ano de Edição: 2009
Encadernação: Capa Mole
Dimensões: 16 x 23 x 1,6 cm
Peso: 502 gr


CATEGORIAS

Filosofia > Portuguesa
Filosofia > Nova Águia
Filosofia > Biografia
Autores e Colecções > Zéfiro > Nova Águia
Autores e Colecções > Autores > Maria Celeste Natário
Autores e Colecções > Autores > António Braz Teixeira
Autores e Colecções > Autores > Renato Epifânio

Relacionados

×